D. Bosco

    Tinha apenas nove anos quando um sonho lhe fez intuir que deveria dedicar-se à educação da juventude. Ainda pequeno, começou a entreter os companheiros com jogos que alternava com a oração e a instrução religiosa.

    Ordenado sacerdote, escolheu como programa de vida, "Dai-me almas e levai o resto", e deu início ao seu apostolado entre os jovens mais pobres e abandonados, fundando o Oratório e pondo-o sob a proteção de S. Francisco de Sales. Daqui o nome de Salesianos.

    Morreu no dia 31 de Janeiro de 1888. No centenário da sua morte, João Paulo II declarou-o e proclamou-o Pai e Mestre da Juventude, determinando que "ele fosse honrado e invocado com este título, especialmente por quantos se reconhecem como seus filhos espirituais".

 

Algumas datas significativas:
16 de Agosto de 1815 - nascimento
1817 - morte do pai (Francisco Bosco)
1825 - sonho sobre a missão
1826 - primeira comunhão
1830-31 - escola em Castelnuovo d'Asti
1831-35 - liceu de Chieri
1835-41 - seminário de Chieri
5 de Junho de 1841 - ordenação sacerdotal
1841-1844 - formação pastoral com S. José Cafasso
12 de Abril de 1846 - fixação do Oratório em Valdocco
1852 - inauguração da Igreja de S. Francisco de Sales
1853 - escolas profissionais; banda; publicação das Leituras Católicas
1864 - reconhecimento da Sociedade de S. Francisco de Sales
1872 - fundação do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA)
11 de Novembro de 1875 - primeira expedição missionária
31 de Janeiro de 1888 - morte de S. João Bosco

 

Madre Mazzarello

    Foi em Mornese, situado no norte da Itália, na região de Monferrato, que no dia 9 de Maio de 1837 nasceu Maria Domingas Mazzarello.

    Mornese: terra forte e árida, aberta ao sol e ao vento, onde se cultivava o trigo, e os vinhedos se alternavam com pinheiros e pequenos bosques, habitada por famílias profundamente cristãs, apegadas às tradições que formavam, sobretudo, personalidades robustas na fé, na honestidade, no trabalho, na prática da caridade.

    Mazzarello cresceu neste ambiente humilde, simples, harmonioso; ambiente típico de gente camponesa, amante da terra, das próprias tradições; de gente sem pretensões, a não ser a de viver do próprio trabalho.

    Camponesa, de excelente formação cristã, Mazzarello vê o rumo de sua vida mudar quando é vitimada pelo tifo. Não podendo mais trabalhar no campo, decide aprender a costurar para fazer o bem às jovens da sua pequena cidade. Com as suas amigas, monta uma sala de costura e começa a ensinar às meninas o ofício.

    Quando Dom Bosco passa por Mornese, empolgou-se com o trabalho de Maria Mazzarello e propõe-lhe a fundação de um instituto feminino com o mesmo objectivo dos salesianos.

© 2015 Externato S. João Bosco | Av. 25 de Abril, 534 | 4900 - 496 Viana do Castelo
Telf: 258 823 281 | sec.esjb@salesianas.pt | www.esjb.pt
E.P.C. com paralelismo pedagógico por tempo indeterminado e autonomia
Administração
Goldylocks Team